Dedo em Martelo

Atualizado em: 23/04/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

5 minutos

Início » Patologia » Dedo em Martelo

O que é Dedo em martelo:

Dedo em martelo é uma deformidade que ocorre na extremidade do dedo, geralmente causada por um traumatismo que, na maioria das vezes, lesiona o tendão extensor e/ou está associado com uma fratura de falange.

Fratura de falange | Dr. Fernando Moya

Ilustração de fratura de falange, causando assim uma deformidade.

Desta forma, a ponta do dedo fica dobrada, e a pessoa se torna incapaz de movê-la ou sustentá-la. Na maioria dos casos, a lesão é provocada durante a prática de esportes, por exemplo, quando uma bola atinge a ponta do dedo com força. O impacto arrancará a sua inserção na falange distal, causando o problema.

Relacionados ao tema

Sintomas:

Um dos principais sintomas de dedo em martelo é justamente a ponta do dedo se tornar caída, de modo que não possa ser esticada, a não ser que tenha o auxílio de algum dos outros dedos. Dor, inchaço e alteração na coloração da junta do dedo, principalmente em casos de fraturas, também podem estar associados.

Embora todos estes sejam os sintomas, o mais comum é a incapacidade de estender a ponta do dedo, algo que é diagnosticado com facilidade. Pode ocorrer também de as unhas apresentarem hematomas ou até mesmo, se desprenderem da sua base.

Diagnostico

Na maioria dos casos, é realizado um exame clínico, sendo ele suficiente para diagnosticar o dedo em martelo, uma vez que a ponta do dedo é posicionada e flexionada, e a lesão pode ser caracterizada facilmente. Geralmente, é solicitada a radiografia para descartar fraturas mais graves.

Pode-se também empregar o uso de ultrassonografia ou ressonância magnética para uma avaliação mais precisa, ou por diagnósticos diferenciais.

Tratamento:

O tratamento do dedo de martelo varia de acordo com a gravidade que o problema apresenta. Nos casos mais tranquilos, pode ser indicado pelo médico especialista um tratamento conservador, que integra a imobilização da ponta do dedo com uma tala. Esta deverá ser utilizada de 6 a 8 semanas.

Tala | Dr. Fernando Moya

Paciente usando tala para concluir o tratamento.

Durante o tratamento, a tala não poderá ser retirada, pois sua remoção deverá ser indicada pelo médico. Isso evitará que o dedo seja dobrado sobre a cicatriz que está sendo formada com o tendão. Quando o caso é mais grave, como por exemplo, existe um fragmento ósseo de grande dimensão, é necessária a cirurgia.

Em crianças, lesões como dedo de martelo podem envolver a cartilagem (que controla o desenvolvimento ósseo). O especialista irá avaliar e tratar a lesão da maneira mais cuidadosa possível para que o dedo não corra risco de atrofia.

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.