TUMORAÇÕES NA

MÃO / PUNHO

 

Tumorações na mão / punho

Primeiramente, vale esclarecer que tumorações são quaisquer elevações, massas, nódulos que possam aparecer, em qualquer segmento do corpo. Portanto, quando se fala em tumorações, não necessariamente estamos falando de neoplasias ou cânceres.  Daremos enfoque no punho e mão para sermos mais específicos.

As tumorações de mão são identificados como nódulos ou inchaços, que podem se desenvolver também na região dos punhos. Na grande maioria das vezes, esse nódulo é considerado benigno, com algumas possibilidades de tratamento. 

Os tumores benignos costumam ser classificados como latentes, ativos e agressivos. Em geral, as neoplasias da mão são de graduação mais baixa como latentes ou ativos, portanto com tratamento sendo mais simples e com pouco índice de sequelas.

Por existirem vários tipos de tecidos na mão, como gordura, ligamentos, tendões, nervos, entre outros, são vários os tipos de tumores existentes, porém, nem todos podem ser vistos com frequência. 

Quais são os tipos de tumor na mão?

Entre as principais tumorações que podem surgir na mão e também no punho, estão:

Cisto sinovial:

A tumoração mais comum existente e que pode ser visto com frequência no punho, na base dos dedos, e ao redor das articulações. Normalmente, ele é uma bolsa preenchida com um líquido, que faz com que ele tenha uma consistência firme e móvel à palpação.      

Tumor de células gigantes da bainha do tendão:

Esse tumor na mão é tido como o segundo mais comum, sendo sólido (mais consistente) e por natureza ele é um tumor  benigno, ou seja, não há perspectiva de metástase, e possui um crescimento bem mais lento.

Cisto de inclusão epidérmica:

Tumor benigno que se forma abaixo da pele, onde houve algum tipo perfuração ou corte. Esse cisto é preenchido por queratina, um material macio com aspecto de cera.

Granuloma:

Nódulo geralmente subcutâneo com aspecto arredondado, consistente e geralmente fruto de algum corpo estranho que ultrapassa a barreira da pele. O corpo age de maneira a tentar isolar o “intruso”, formando o granuloma

Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar um tumor na mão é realizado um exame físico, sendo uma avaliação do histórico do paciente para ajudar a determinar o tipo de tumor. Para a avaliação dos ossos, articulações e tecidos moles, são realizados exames de raios-X inicialmente.

Tomografia computadorizada, ultrassonografia, ressonância magnética, PET-scan ou cintilografia óssea são exames que também podem auxiliar no diagnóstico, a depender do caso. As biópsias são realizadas, mas apenas quando o médico precisa confirmar o diagnóstico antes de recomendar o tratamento. 

Tratamento do tumor na mão

Será feito um acompanhamento/monitoramento por parte dos médicos para se certificar de que o problema não está avançando inicialmente para a maioria dos casos. Em alguns casos, por se tratar de um tumor benigno, ele necessitará de um tratamento específico como uma cirurgia, cujo principal  objetivo é remover o tumor sem que os tecidos circunjacentes sejam danificados.

dr fernando moya assinatura

Por Dr. Fernando Moya.

 

CRM 112.046

Formado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), com residência em Ortopedia e Traumatologia, pelo instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Especialização em cirurgia da mão e microcirurgia também pelo Hospital da FMUSP.

faixa-dr fernando moya-300x2

 

Fale Conosco

Share This