Artroscopia de punho: o que é

Atualizado em: 19/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

3 minutos

Início » Artroscopia de punho: o que é

A Artroscopia de punho serve para diagnosticar e tratar alguns tipos de problemas, é um método menos agressivo e invasivo, e para algumas patologias é super interessante.

O que consiste a artroscopia?

Basicamente, é uma técnica que a gente utiliza câmera para visualizar internamente a articulação e alguns instrumentais ou ferramentas para fazer o reparo ou a reconstrução dependendo do tipo de patologia.

Investigação:

Como eu falei inicialmente, ela também tem uma vertente de investigação, ou seja, principalmente quando temos algumas lesões ligamentares não muito esclarecidas, através de métodos tradicionais, como a ressonância, ultrassom e raio-x, a artroscopia pode nos ajudar a definir se tem ou não lesão e ao mesmo tempo corrigi-la se for o caso.

Relacionados ao tema

Correção:

Em outras patologias, a gente acaba utilizando a artroscopia como uma modalidade menos agressiva de correção. Por exemplo, alguns cistos sinoviais podem ser corrigidos, algumas lesões ligamentares, principalmente da região ulnar do punho, chamadas de fibrocartilagem triangular, ou apenas para alguns processos de inflamação e irritação articular que precisa de uma limpeza da articulação. Essas, em geral, têm uma excelente indicação para fazer o reparo artroscópico.

Para resumir, a artroscopia é uma modalidade de investigação ou tratamento de algumas patologias, é menos agressiva do que a cirurgia convencional, que chamamos de cirurgias abertas e para algumas patologias é a mais indicada.

O que achou do texto de hoje? Deixe seu comentário!

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 15 =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.