Início » Conheça o grupo de risco e as formas de tratamento da entorse do punho


A imagem mostra o Dr. Fernando Moya olhando para a câmera, sorrindo e de braços cruzados.Dr. Fernando Munhoz Moya
 GoogleMyCitations 
CRM: 112.046
Atualizado em: 21/08/2020 por Dr. Fernando Moya

Conheça o grupo de risco e as formas de tratamento da entorse do punho

O entorse ou torção do punho, ocorre quando um movimento mais intenso que o normal é realizado na região, causando assim o estiramento e lesão dos ligamentos, que fazem conexão entre os ossos do punho (ossos carpais ou do carpo). No post de hoje, falaremos mais sobre este assunto, e explicaremos melhor sobre o grupo de risco, que leva a esse tipo de lesão. Continue nos acompanhando!

As causas da entorse

Geralmente, as causas da entorse do punho envolvem quedas, inclusive durante a prática de esportes. Além disso, atividades repetitivas e com sobrepeso também podem influenciar em uma possível lesão no local.

E os grupos de risco, quais são?

Conforme dissemos anteriormente, os praticantes de atividades esportivas são aqueles que estão mais propensos a sofrer uma torção no punho. E entre os esportes, podemos citar:

Voleibol

Os jogadores de vôlei, geralmente, são bem orientados ao treinar, pois o punho é uma das regiões que mais recebe impactos durante o jogo. Desta forma, principalmente os atletas que são amadores, devem aprender todas as técnicas para evitar o problema.

Basquete

Assim como no vôlei, o basquete também envolve impactos e quedas, e por isso, os jogadores devem ser orientados sobre seu posicionamento ao cair, para prevenir uma possível torção.

Lutas ou artes marciais

Lutas e artes marciais exigem muito da articulação de qualquer atleta, pois apresentam golpes repetitivos e amplos, e a força do impacto dos golpes é intensa, o que pode causar a entorse do punho.

Atividades com bikes, skate ou patins

Pessoas que gostam de andar de bike, skate ou patins precisam estar bem protegidas, porque ao contrário dos outros esportes, o impacto ocorre devido à queda, quando se perde o equilíbrio, e pode até ser mais intenso e mais grave.

Qual o tratamento?

O tratamento varia de acordo com a gravidade da lesão. Em geral, a primeira medida a ser tomada é aplicar gelo no local para reduzir o inchaço. São recomendadas, em média de duas a quatro aplicações diárias de 15 a 20 minutos . Também pode ser feito repouso do punho torcido, ou seja, deve-se deixá-lo imovel com uso de alguma proteção e se possível, mantê-lo elevado até que o inchaço diminua. O tratamento cirúrgico é reservado somente aos casos mais graves, onde as lesões são consideradas potencialmente mais instáveis, portanto mais propensas a sequelas futuras.

O que achou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =

dr fernando moya assinatura

Por Dr. Fernando Moya.

CRM 112046

Formado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), com residência em Ortopedia e Traumatologia, pelo instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Especialização em cirurgia da mão e microcirurgia também pelo Hospital da FMUSP.

faixa-dr fernando moya-300x2

 

Fale Conosco

× Agendar Consulta.