Entorse do dedo polegar: como tratar?

Atualizado em: 18/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

4 minutos

[wpseo_breadcrumb]

Todo mundo tem um amigo ou conhecido que pratica um esporte ou que acompanha alguma modalidade específica. E dentro deste cenário, é possível que a palavra entorse já tenha sido muito ouvida. De modo geral, o conceito de entorse é aplicado às lesões que ocorrem nos ligamentos. E isto significa que todas as pessoas estão sujeitas a este tipo de problema, que pode acontecer em qualquer articulação, sendo o polegar um local bastante acometido.

Neste artigo, falaremos mais sobre este tema, focando principalmente nas formas de tratamento. Continue nos acompanhando.

Entorse do dedo polegar | Por Dr. Fernando Moya CRM 112.046 | Médico Cirurgião de Mão

Principais causas da entorse do dedo polegar

Conforme dito anteriormente, a entorse é um problema que ocorre nas articulações, mais especificamente nos ligamentos dessa região. Em casos de entorse no polegar, o problema pode envolver qualquer ligamento, mas o principal é o localizado na base do polegar, na parte interna da mão.

O problema acontece devido a movimentos bruscos ou pancadas fortes sofridas pelo indivíduo, situação que pode interferir nas atividades diárias e até mesmo, limitar o movimento da articulação.

Como o problema pode ser tratado?

O tratamento costuma variar de acordo com a gravidade do entorse. Geralmente, o médico especialista em cirurgia da mão indica o uso de uma tala imobilizadorapara fazer com que o ligamento cicatrize em sua posição correta se estivermos frente a uma lesão mais simples. É necessário deixar a região o mais imóvel possível para favorecer essa cicatrizaçãol.

Alguns medicamentos serão recomendados para diminuir as dores e o desconforto. Exercícios para o fortalecimento também fazem parte do tratamento para a recuperação da região lesionada num segundo momento.

E por fim, uma alternativa um pouco mais invasiva, mas que pode ser necessária: a cirurgia reparadora. Esse procedimento é muito utilizado quando ocorre a ruptura grave ou mais extensa do ligamento, ou também em casos extremos, quando o trauma é forte e gera fragmentos ósseos.

Em casos raros onde não ocorre a cicatrização do ligamento, mesmo após o tratamento adequado, a cirurgia também pode ser indicada para a reconstrução dos ligamentos rompidos.

O que achou do post de hoje? Deixe seu comentário e compartilhe!

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + vinte =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.