Entorse do dedo polegar: sintomas e tratamento

Atualizado em: 22/04/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

4 minutos

Início » Entorse do dedo polegar: sintomas e tratamento

O que é um entorse do dedo polegar?

Se você pratica algum esporte ou realiza outro tipo de movimento súbito com as mãos, já deve ter sofrido ou está sujeito a esta lesão. Estamos falando das entorses. As entorses são lesões que acometem as estruturas ligamentares e as articulações. Na região do polegar existe uma em particular que tem grande relevância pelo potencial de  prejuízos futuros, caso seja negligenciado. Esta lesão acomete a parte da base do polegar, na sua porção interna.

A principal causa desta lesão são os movimentos bruscos, torções ou as pancadas fortes que podem acometer o polegar, situação que pode levar a limitação dos movimentos do mesmo, e até mesmo impedir as atividades diárias do indivíduo.

Continue nos acompanhando para saber mais informações sobre a entorse do dedo polegar, os sintomas e qual a melhor forma de tratamento.

Entorse do dedo polegar: sintomas

O principal sintoma de um entorse no polegar é a dor que surge na região afetada, além do inchaço e a dificuldade de pegar objetos com o dedo polegar e o indicador (movimentos de pinça), o que gera um grande desconforto.

fraqueza e a instabilidade também são sinais preocupantes e que merecem atenção, pois geram a sensação de insegurança quando o indivíduo tenta segurar um objeto, como um copo ou uma caneca.

Em alguns casos, podem surgir hematomas na base do dedo, apontando que a região está lesionada.

Ao perceber qualquer um destes sintomas, o ideal é consultar o médico ortopedista especialista em mãos ou o cirurgião de mão. Esse profissional fará alguns exames, entre eles o exame físico, para identificar a dor no dedo e suas características, e pode indicar a realização de radiografias ou até mesmo outros exames de imagem para confirmar ou não a hipótese de fratura.

Relacionados ao tema

Tratamento para a entorse do dedo polegar:

Para esse tipo de problema, o tratamento varia de acordo com a extensão da lesão. É muito comum, nas lesões mais simples, que o médico indique o uso de uma tala imobilizadora, para que o ligamento possa cicatrizar em posição correta.

Também são indicados medicamentos para diminuir o desconforto e as dores do paciente, além de sessões de fisioterapia, com exercícios de fortalecimento do dedo afetado para evitar que ele sofra um novo trauma.

A última alternativa indicada pelo médico (a mais invasiva) é a cirurgia reparadora. Mas esse processo é utilizado apenas quando ocorre alguma ruptura mais grave, ou seja, quando o caso traz um potencial de instabilidade para a articulação, sendo então preferível a correção cirúrgica a fim de evitar sequelas.

Também podem acontecer alguns casos em que, mesmo após algumas semanas de tratamento ou não, o ligamento acaba não cicatrizando. Então, o cirurgião de mão terá que reconstruir os ligamentos rompidos através de cirurgia, sendo essa um pouco mais trabalhosa.

Logo após o trauma ou torção no polegar, ao sentir algum desses sintoma, o médico precisa ser consultado, com brevidade. Postergar uma visita ou tomar medicamentos sem prescrição só poderá piorar o estágio do problema.

15 Comentários
  1. Ana

    Boa tarde
    Estou tomando anti inflamatório para esse problema. Comecei ontem e já sinto melhoras. Tomando tambem cápsulas de colágeno com ácido hialurônico e glucosamina

    Responder
    • Dr. Fernando Moya

      Olá, Ana. Fico feliz que esteja se sentindo bem! Mande relatos após o término do tratamento. Abraços.

      Responder
  2. Juliana

    Acabei de virar o dedo parar trás bem nessa região. Virou quando me apoiei pra deitar na cama e deu uns três estalos. Na hora achei que tinha quebrado,mas no mesmo instante o dedo voltou pro lugar. Porém está doendo um pouco ainda principalmente depois de mexer,e um pouquinho inchado,já faz quase 20 minutos. Tô com seguindo segurar as coisas entre o polegar e o indicador… E estou esperando pra ver se a dor vai aliviar mais. Nem quero acreditar que foi isso que aconteceu pois tenho o bebê de um ano pra cuidar. 🤱🏼🤦🏼‍♀️

    Responder
    • Dr. Fernando Moya

      Bom dia
      Nesses casos de trauma agudo(recente), a minha orientação é de procurar um pronto atendimento para uma avaliação inicial. Isso é importante para descartar lesões mais sérias. Claro que mediante à pandemia pelo COVID 19, deve se ter muito critério, mas na essência, o ideal é buscar um atendimento médico.

      Responder
      • Cassia Cristina Mathias

        Boa noite Dr.,
        Acordei com dor no dedo polegar, não consigo segurar objetos com movimento de pinça. Celular, canecas etc …
        Porém não sei identificar o motivo da dor, não me recordo de nenhum trauma. É recomendado ir ao pronto socorro (ortopedista) mesmo com a Pandemia?

        Responder
        • Dr. Fernando Moya

          Bom dia
          Não seria a minha primeira opção diante desse quadro. Penso em tratamento mais simples, como uso de analgésicos e aplicação de gelo no local por 2 ou 3 dias antes de seguir para uma atendimento presencial. Ainda sim, persistindo com sintomas, procuraria uma clínica ortopédica de preferencia para um primeiro atendimento.

          Responder
      • Suzan Lima

        Meu pai caiu em cima do polegar e houve uma luxação exposta, o dedo ficou virado e aberto, o médico deu uns pontos e pôs tala a dois dias e hoje o dedo e a mão está muito inchado, isso é normal? Ele está tomando antibiótico e remédio pra dor.

        Responder
        • Dr. Fernando Moya

          Bom dia, sim, é normal inchaço e dor após o trauma. Ainda mais numa situação como esta – de uma luxação exposta. Paciência e observação nesse momento. Siga as orientações do médico assistente.

          Responder
    • Kathielli Rodrigues Correa

      Interessante eu tive a mesma situação sábado. Comecei tomar antiinflamatório e diminuiu a dor, mas fiquei com certa instabilidade. Poderia me contar se tu melhorou? Não fui no pronto socorro justamente pela pamdemia, Mas fico com medo de não recuperar bem o movimento se não buscar atendimento logo.

      Responder
  3. JUCELINA BATISTA

    Olá!! Já faz mais de 30 dias que tive entorse do polegar da mão direita, isso aconteceu durante o sono, incrível durante duas noites acordei com polegar dolorido, na terceira noite luxei a falange proximal do polegar e na quarta noite acordei com muita dor no polegar que estava todo duro…pois é…..tinha luxado as duas falanges, coloquei no lugar …tomei anti-inflamatório por 5 dias, depois fiz um rx no qual não acusou fratura, fui aconselhada a usar uma luva de mobilização do polegar, na qual não encontrei..e agora com essa pandemia… estou aqui com o dedo ficando duro, dolorido, com limitações de movimento, sou destra, por tanto, não tem como evitar de usa-lo

    Responder
    • Dr. Fernando Moya

      Bom dia
      Situação difícil mesmo. Bom, se realmente não houve fratura do polegar e já estamos com cerca de um mês de evolução, o próximo passo seria de fato começar algum tipo de reabilitação. O ideal também seria o acompanhamento da queixa com algum outro exame de imagem para confirmar o diagnóstico de entorse – seja um ultrassom ou uma ressonância magnética. Procure o serviço de atendimento inicial para uma reavaliação e possivelmente prosseguir com essas condutas.

      Responder
  4. Neiva

    Dr Fernando tive uma queda e abria o polegar inchou demais diz raio x e não está quebrada comecei fazer fisio não adiantou fiquei com um calombo grande que dói muito será caso de cirurgia?

    Responder
    • Dr. Fernando Moya

      Olá, Neiva. Acredito que seja necessário retornar ao médico que lhe indicou o exame de fisioterapia para indicar um tratamento mais eficaz.

      Responder
  5. Lu Santos

    Estava treinando com meu marido, dei um soco cruzado, ele defendeu pegou no cotovelo meu soco,
    Dor insuportável nao consigo mexer o dedo, ja coliquei gelo.

    Responder
    • Dr. Fernando Moya

      Olá, Lu. O ideal seria procurar um médico para analisar o seu caso e indicar um tratamento adequado.

      Espero ter ajudado.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − oito =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
Quais as causas da Moléstia de Dupuytren?

Quais as causas da Moléstia de Dupuytren?

A Moléstia de Dupuytren é uma doença que acomete geralmente a região palmar da mão, ela causa deformidade quando evolui descontroladamente e nós temos muitas vezes opção de tratamentos mais conservadora, com observação, ou a de intervenção e a remoção cirúrgica.

ler mais
× Agendar Consulta.