Entorse do dedo polegar: sintomas e tratamento

 

O que é um entorse do dedo polegar?

Se você pratica algum esporte ou realiza outro tipo de movimento súbito com as mãos, já deve ter sofrido ou está sujeito a esta lesão. Estamos falando das entorses. As entorses são lesões que acometem as estruturas ligamentares e as articulações. Na região do polegar existe uma em particular que tem grande relevância pelo potencial de  prejuízos futuros, caso seja negligenciado. Esta lesão acomete a parte da base do polegar, na sua porção interna.

A principal causa desta lesão são os movimentos bruscos, torções ou as pancadas fortes que podem acometer o polegar, situação que pode levar a limitação dos movimentos do mesmo, e até mesmo impedir as atividades diárias do indivíduo.

Continue nos acompanhando para saber mais informações sobre a entorse do dedo polegar, os sintomas e qual a melhor forma de tratamento.

 

Entorse do dedo polegar: sintomas

O principal sintoma de um entorse no polegar é a dor que surge na região afetada, além do inchaço e a dificuldade de pegar objetos com o dedo polegar e o indicador (movimentos de pinça), o que gera um grande desconforto.

A fraqueza e a instabilidade também são sinais preocupantes e que merecem atenção, pois geram a sensação de insegurança quando o indivíduo tenta segurar um objeto, como um copo ou uma caneca. 

Em alguns casos, podem surgir hematomas na base do dedo, apontando que a região está lesionada.

Ao perceber qualquer um destes sintomas, o ideal é consultar o médico ortopedista especialista em mãos ou o cirurgião de mão. Esse profissional fará alguns exames, entre eles o exame físico, para identificar a dor no dedo e suas características, e pode indicar a realização de radiografias ou até mesmo outros exames de imagem para confirmar ou não a hipótese de fratura.

 

Tratamento para a entorse do dedo polegar:

Para esse tipo de problema, o tratamento varia de acordo com a extensão da lesão. É muito comum, nas lesões mais simples, que o médico indique o uso de uma tala imobilizadora, para que o ligamento possa cicatrizar em posição correta.

Também são indicados medicamentos para diminuir o desconforto e as dores do paciente, além de sessões de fisioterapia, com exercícios de fortalecimento do dedo afetado para evitar que ele sofra um novo trauma.

A última alternativa indicada pelo médico (a mais invasiva) é a cirurgia reparadora. Mas esse processo é utilizado apenas quando ocorre alguma ruptura mais grave, ou seja, quando o caso traz um potencial de instabilidade para a articulação, sendo então preferível a correção cirúrgica a fim de evitar sequelas.

Também podem acontecer alguns casos em que, mesmo após algumas semanas de tratamento ou não, o ligamento acaba não cicatrizando. Então, o cirurgião de mão terá que reconstruir os ligamentos rompidos através de cirurgia, sendo essa um pouco mais trabalhosa.

Veja também: Lesão ligamentar do Polegar – o que é e tratamento.

 

Importante:

Logo após o trauma ou torção no polegar, ao sentir algum desses sintoma, o médico precisa ser consultado, com brevidade. Postergar uma visita ou tomar medicamentos sem prescrição só poderá piorar o estágio do problema.

dr fernando moya assinatura

Por Dr. Fernando Moya.

 

CRM 112046

Formado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), com residência em Ortopedia e Traumatologia, pelo instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Especialização em cirurgia da mão e microcirurgia também pelo Hospital da FMUSP.

faixa-dr fernando moya-300x2

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

Share This
WhatsApp Agende sua consulta