Fratura de metacarpo: Como tratar?

Atualizado em: 15/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

3 minutos

Início » Fratura de metacarpo: Como tratar?

Fraturas são processos traumáticos que, geralmente, envolvem algum tipo de incidente que provoca uma lesão óssea, como na fratura de metacarpo. Existem alguns tipos comuns de fratura de metacarpo, que podem ser tratados de maneira conservadora ou cirúrgica, dependendo do tipo de cada caso. Quer saber mais sobre como tratar este problema? Continue acompanhando o post de hoje!

A imagem mostra uma mão com órtese.

Tipos de fraturas de metacarpos

Antes de falarmos sobre o tratamento, vamos destacar os principais tipos de fratura de metacarpo, sendo eles:

Trauma axial da mão fechada

Ocorre devido a um movimento de soco, com uma carga muito forte sobre a mão.

Trauma axial com abdução de polegar

Também chamada de fratura de Bennett, quando o polegar sofre uma abertura, que ocorre na base do primeiro metacarpo.

Trauma direto

Quando a mão sofre alguma pancada, de alta energia, provocada por objetos sólidos, como uma barra de ferro.

Relacionados ao tema

Quais as formas de tratamento?

Existem dois tipos de tratamento para a fratura de metacarpo, o conservador e o cirúrgico. O tratamento conservador é baseado em aparelhos gessados, em órteses ou talas gessadas. Por estar privilegiando a cicatrização em detrimento do movimento, a principal complicação durante esse tratamento é a rigidez, que pode ser amenizada com fisioterapia, reabilitação ou terapia ocupacional. O tempo de recuperação varia de um mês a um mês e meio, mas esse tempo dependerá de cada fratura e cada paciente.

Já o tratamento cirúrgico é indicado quando existem outros tipos de contratempos, como problemas relacionados à imobilização (alergias de contato pelo gesso por exemplo), fraturas expostas, lesões concomitantes em ambos membros superiores, em metacarpos adjacentes ou dependente da personalidade da fratura (algumas apresentam propensão a causar limitações se não corrigidas).

As fraturas de metacarpo são relativamente comuns, e cada caso será um caso, pois cada fratura apresenta suas particularidades.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo e compartilhe!

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − nove =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.