O que é pseudoartrose do escafoide? Entenda!

Atualizado em: 09/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

5 minutos

Início » O que é pseudoartrose do escafoide? Entenda!

Pseudoartrose do escafoide é uma falha na cicatrização de um dos ossos presentes no punho. Esse pequeno osso acaba sofrendo com particularidades, que muitas vezes atrapalham sua consolidação.

Mas, você sabe ao certo quais são os sintomas e as formas de tratamento indicadas para esse problema? Continue nos acompanhando para descobrir!

A imagem mostra uma mão segurando um pulso.

Principais causas da pseudoartrose de escafoide

O escafoide é um osso que pertence ao carpo, e possui forte incidência a fraturas. Em geral, o problema está associado com a não detecção da lesão precocemente, assim como o tratamento inadequado, que pode levar ao retardo de consolidação, isto é, o aumento do tempo de união do osso.

Além destes, existem outros fatores que podem contribuir com o surgimento da pseudoartrose do escafoide, sendo eles:

Relacionados ao tema

Fatores biológicos

Por natureza, o escafoide possui um suprimento sanguíneo peculiar, bastante limitado. E para o tratamento de fraturas, esse aporte sanguíneo é fundamental para consolidação óssea. Por essa característica,  pela localização e tipo de fratura, podemos ter uma dificuldade ainda maior para o fluxo sanguíneo poder realizar a sua função reparadora.

Fatores externos

Alguns hábitos como o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas em excesso, podem interferir no processo de consolidação óssea.

Deficiência na estabilização

A pseudoartrose também pode ocorrer por conta de uma falta de estabilização, ou seja, quando se tem uma fratura, e a mesma não está bem alinhada / apoiada. Assim sendo, ela acaba sofrendo para cicatrizar.

Sintomas e diagnóstico

No caso de pseudoartrose do escafoide, não existem sintomas específicos, porém, é possível que o indivíduo sinta dores fortes na região do punho, e até perca a força dos movimentos de flexo-extensão e até preensão de objetos.

Geralmente, o diagnóstico é feito pelo médico ortopedista especialista em cirurgia da mão, através de exames físico e principalmente através dos exames complementares,  tais como ressonância magnética, tomografia computadorizada e radiografia.

Como tratar?

Chegamos ao ponto mais importante do post de hoje: as formas de tratamento. Depois de diagnosticada a pseudoartrose do escafoide, a forma de tratamento mais indicada é a cirurgia.

Quando se trata de uma pseudoartrose sem desalinhamento, o que falta é dar estabilidade para a lesão. Por isso, por mais simples que seja a cirurgia, como a passagem de um parafuso, poderá ser suficiente e auxiliar na cicatrização da lesão.

Já em casos onde existe desalinhamento entre as partes do escafoide, além da estabilização da lesão, pode ser indicada também a correção da falha ou deformidade com enxerto ósseo.

Lesões do polo proximal, ou seja, uma parte do osso mais próxima do antebraço, a cirurgia corretiva pode ser um pouco mais delicada. Nestes casos  pode ser necessário um procedimento conhecido como enxerto ósseo vascularizado, combinado com fixação óssea. Essa diferença ocorre pelo déficit de vascularização que acomete essa região. Portanto a correção combina a estabilização com um suprimento adicional de fluxo sanguíneo.

Vale lembrar ainda que, esses conceitos são gerais. Mas, cada lesão deve ser avaliada de forma individual, para que o tratamento adequado seja indicado.

O conteúdo foi esclarecedor? Caso tenham dúvidas, deixem um comentário e em breve, retornaremos.

Compartilhe também em suas redes sociais!

Até o próximo post!

 

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + dezesseis =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.