Início » Os tipos de fraturas de metacarpo existentes


A imagem mostra o Dr. Fernando Moya olhando para a câmera, sorrindo e de braços cruzados.Dr. Fernando Munhoz Moya
 GoogleMyCitations 
CRM: 112.046
Atualizado em: 21/08/2020 por Dr. Fernando Moya

Os tipos de fraturas de metacarpo existentes

Lesões traumáticas que acometem as mãos, podem afetar a parte óssea. Um dos possíveis diagnósticos pode ser a fratura de metacarpo. Na anatomia humana, temos cinco ossos metacarpianos correspondendo aos quatro dedos e ao polegar.

Porém, o tratamento dependerá muito da característica que ela apresenta. Para cada tipo de fratura, temos uma maneira diferente de tratar.

Você sabe quais são esses tipos de fraturas de metacarpo existentes? Explicaremos no post de hoje. Continue nos acompanhando!

Fraturas de metacarpo: caraterísticas

A fratura de metacarpo pode ocorrer de diferentes maneiras, e assim afetar partes distintas dos ossos. A seguir, apresentaremos os tipos de fraturas existentes, além do tratamento e como funciona a recuperação do paciente.

Fratura da cabeça do metacarpo

Esse é um tipo de fratura considerado incomum, e que é mais frequente no indicador – ou segundo dedo. A perda da relação articular, ou seja, do alinhamento entre as partes é um dos principais problemas dessa lesão. O tratamento dependerá do tipo de fratura, da fragmentação, e pode ser feito com parafusos ou pinos, ou até mesmo uma combinação dos dois, complementado por período de imobilização.

Fratura do colo do metacarpo

É comum que essa fratura atinja mais o quarto e o quinto metacarpos, e pode ser desviada em função da energia do trauma, da fragmentação do osso ou ação da musculatura intrínseca. Em casos como este, é possível haver cicatrização sem que uma cirurgia seja necessária. Mas claro, depende das característica da fratura para tomar esse caminho.

Fratura da diáfise do metacarpo

Ocorre de três formas diferentes: transversa, oblíqua ou espiral e multi- fragmentada. O tratamento pode ser feito com ou sem a necessidade de cirurgia, o que dependerá muito das características da lesão, e somente o médico ortopedista, de preferência especialista em cirurgia da mão, poderá indicar a melhor forma de tratar a lesão.

A cirurgia é indicada , sem relação com a localização da fratura, quando se trata de uma fratura exposta, múltiplos metacarpos em sequência ou quando os pacientes que não podem realizar o tratamento conservador.

Vale lembrar que, além das fraturas já citadas, pode acontecer também a fratura da base do metacarpo e a fratura luxação carpo metacarpiana.

Em um outro artigo iremos discutir as fraturas específicas do primeiro metacarpiano ou do polegar.

O que achou do post? Deixe o seu comentário abaixo.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 8 =

dr fernando moya assinatura

Por Dr. Fernando Moya.

CRM 112046

Formado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), com residência em Ortopedia e Traumatologia, pelo instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Especialização em cirurgia da mão e microcirurgia também pelo Hospital da FMUSP.

faixa-dr fernando moya-300x2

 

Fale Conosco

× Agendar Consulta.