Tomografia computadorizada de mão e punho: como é feito o exame?

Atualizado em: 21/04/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

3 minutos

[wpseo_breadcrumb]

tomografia computadorizada pode ser utilizada para avaliar fraturas de mão e punho? A resposta é: sim! Este é um dos principais e mais importantes exames de diagnóstico, sendo responsável, também, pela identificação de alterações ósseas e degenerativas nesta região, além da avaliação de tecidos moles como tendões, bursas e músculos, porém sem um grau de detalhamento tão elevado. No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre este exame. Continue lendo para mais informações!

A imagem mostra o raio-x de uma mão.

O procedimento

O exame é realizado por meio de um aparelho, que obtém as imagens da mão e punho, através de uma sequência de radiografias. As mesmas são processadas por um programa específico, e podem ser visualizadas em um formato tridimensional, em planos ortogonais.

Durante o procedimento, o paciente deve se manter na posição orientada pela equipe médica e técnica, de preferência, imóvel durante todo o exame. Não é indicada a presença de nenhum acompanhante na sala de exame, tendo em vista que se trata de um procedimento que emite radiação ionizante (exceto em casos onde o paciente é criança ou portador de necessidades especiais).

Preparação para o exame

Geralmente, quando a tomografia computadorizada é realizada sem o contraste, não é necessário que o paciente seja submetido a um preparo específico.

Desta forma, se for necessária a aplicação do contraste, este precisará de um jejum de 4 horas, algo que deve ser confirmado com o laboratório. Se for necessário o acompanhamento de anestésicos ou sedativos, o jejum será de 8 horas.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo e compartilhe!

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − onze =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.