Dedo em botoeira: Entenda as causas e saiba como tratar o problema

Atualizado em: 11/12/2020 por Dr. Fernando Moya

8 minutos

A imagem mostra uma mão fazendo o sinal de um estalo, ou seja, o dedo indicador está esticado para frente e a ponta do dedo polegar está colada na ponta do dedo do meio.

Início » Dedo em botoeira: Entenda as causas e saiba como tratar o problema

O que é o dedo em botoeira?

O dedo em botoeira é caracterizado como uma deformidade bem característica no dedo afetado. Geralmente, a condição é causada por traumatismos, e precisa ser tratada o mais breve possível.

No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre as causas, sintomas e como tratar o problema. Continue nos acompanhando!

Você verá neste artigo:

1 – Principais causas de dedo em botoeira
2 – Quais os sintomas?
3 – Formas de tratamento

Principais causas de dedo em botoeira

Na maioria das vezes, o dedo em botoeira é causado por uma lesão do tendão extensor central, que por sua vez, ocorre devido a um traumatismo durante a realização de alguma atividade com as mãos.

Geralmente, esse é um comprometimento que acaba atingindo a região da articulação inicial, que costumamos chamar de articulação Interfalangeana proximal. Desta forma, o tendão, que deveria fazer o dedo esticar, se rompe e limita esse movimento.

Além disso, a condição também pode surgir devido à ruptura ou enfraquecimento do tendão por conta de doenças inflamatórias como a artrite reumatoide.

Relacionados ao tema

O que é Rizartrose?

O que é Rizartrose?

A Rizartrose é facilmente identificada somente nos casos mais avançados, mas no estágio inicial ela precisa de exames mais específicos. Entenda melhor essa doença que precisa ser tratada, confira!

ler mais

Quais os sintomas?

O tendão extensor se lesiona com alguma facilidade, principalmente quando um dedo é flexionado com muita força. Ou ainda, quando se desloca em direção à palma da mão, podendo causar o tal dedo em botoeira.

Desta forma, começam a surgir alguns sintomas, principalmente dores e aumento de volume na região atingida.

Percebe-se uma configuração bem característica com flexão da primeira articulação e extensão da segunda articulação do dedo. Porém, em alguns casos, pode acontecer de surgirem gradualmente, ou seja, aparecerem somente no decorrer do acompanhamento.

E em geral, quando acontece de a deformação permanecer sem correção, ou seja, crônica, a articulação tende a se tornar dura, se mantendo em posição flexionada, sem que seja possível se endireitar (nem o uso da outra mão pode ajudar).

Por isso, deve-se consultar o médico ortopedista especialista em cirurgia da mão para o tratamento precoce, para melhores resultados.

Formas de tratamento

O tratamento do dedo em botoeira pode ser realizado logo após o diagnóstico, para evitar que o problema se torne algo mais grave. Dependendo do tipo e extensão da lesão, o médico pode optar por um tratamento mais simples ou até mesmo, cirúrgico.

Inicialmente, a lesão pode ser tratada através da colocação de uma tala, responsável pela imobilização da região afetada. O ideal é que ela seja utilizada por até seis semanas. Após esse período, deve ser usada uma tala noturna, apenas por precaução.

Outra possibilidade, em casos de lesões crônicas, é o tratamento por meio de proteção e órteses de correção, algo que acaba sendo um pouco mais trabalhoso.

Já em casos mais graves, pode ser indicada a cirurgia, com o objetivo de melhorar a dor, o incômodo e a mobilidade.

E você, já sofreu com a deformidade em botoeira? Conte-nos como foi o tratamento e se o resultado foi positivo.

Compartilhe também o conteúdo em suas redes sociais!

Dr. Fernando Moya

Sobre o autor

Dr. Fernando Moya CRM 112.046/SP graduado em Ortopedia, Cirurgia de Mão.

 GoogleMyCitations

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =

Dr. Fernando Moya

Sobre o autor

Dr. Fernando Moya CRM 112.046/SP graduado em Ortopedia, Cirurgia de Mão.

 GoogleMyCitations

Como tratar o Cisto Sinovial? | Dr. Fernando Moya
Entorse do dedo polegar: sintomas e tratamento | Dr. Fernando Moya
Síndrome do túnel do carpo: qual médico trata | Dr. Fernando Moya

Últimos Posts

× Agendar Consulta.