O que é a lesão ligamentar do polegar e como tratar?

Atualizado em: 09/11/2020 por Dr. Fernando Moya

7 minutos

A imagem mostra uma mão fazendo o joinha, ou seja, o polegar está estendido e os outros quatro dedos estão dobrados para dentro da palma.

Início » O que é a lesão ligamentar do polegar e como tratar?

A lesão do ligamento colateral ulnar do polegar é um problema de origem traumática, que ocorre quando o ligamento entre a base do dedo polegar e o primeiro metacarpo, é afetado.

Assim sendo, a lesão deste ligamento acaba causando uma grave incapacidade para o indivíduo realizar suas atividades diárias, devido a uma instabilidade articular. E com isso, a capacidade de segurar objetos acaba se perdendo.

No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre a lesão ligamentar do polegar, bem como sua forma de tratamento. Continue nos acompanhando!

Quais os sintomas?

Antes de falarmos como a lesão ligamentar do polegar pode ser tratada, vamos citar os principais sintomas que podem indicá-la. Devido à instabilidade, onde a articulação estará mais móvel do que deveria, sem uma restrição necessária para executar o movimento, podem surgir sintomas como:

  • Dor;
  • Inchaço;
  • Limitação da mobilidade;
  • Sensação de falseio da articulação.

Relacionados ao tema

Diagnóstico da lesão ligamentar do polegar

Também é importante ressaltarmos como é feito o diagnóstico deste tipo de lesão. Em geral, além de o exame físico constatar a instabilidade interna do polegar, o médico ortopedista especialista em cirurgia da mão pode indicar outras modalidades de exames auxiliares.

O raio-x simples não definirá o diagnóstico. Porém, poderá ajudar a excluir outras possibilidades, como por exemplo, pequenas fraturas que podem evoluir apresentando os mesmos sintomas.

Também pode ser necessário outros exames subsidiários, como ultrassom ou ressonância. Muitas vezes, a ressonância magnética fornece um diagnóstico com mais precisão, ou seja, mais detalhado.

E como funciona o tratamento?

Em algumas lesões ligamentares do polegar, pode existir uma barreira entre as pontas do ligamento rompido, proveniente de uma camada de tecido chamada de aponeurose do adutor, localizada na região. Desta forma, haverá uma dificuldade na cicatrização, por haver uma interposição entre as duas partes. Entretanto, há como tratar a lesão.

O tratamento depende muito do grau da lesão. Por exemplo, se ela for incompleta, ou não apresentar a interposição que falamos anteriormente, ela pode receber um tratamento conservador, com imobilização feita com órtese de posicionamento do polegar.

Já a lesão que apresenta instabilidade e possivelmente a interposição – conhecida como lesão de Stener – precisará de tratamento cirúrgico, para a reconstrução ou reparo do ligamento.

Posteriormente, o paciente é habitualmente submetido a sessões de fisioterapia, para recuperação da função, força e movimentos.

Se você já sofreu com a lesão ligamentar do polegar, e precisou interromper suas atividades diárias, conte-nos como procedeu, e se o tratamento teve resultado positivo. Não esqueça de compartilhar o conteúdo!

Dr. Fernando Moya

Sobre o autor

Dr. Fernando Moya CRM 112.046/SP graduado em Ortopedia, Cirurgia de Mão.

 GoogleMyCitations

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dr. Fernando Moya

Sobre o autor

Dr. Fernando Moya CRM 112.046/SP graduado em Ortopedia, Cirurgia de Mão.

 GoogleMyCitations

Como tratar o Cisto Sinovial? | Dr. Fernando Moya
Entorse do dedo polegar: sintomas e tratamento | Dr. Fernando Moya
Síndrome do túnel do carpo: qual médico trata | Dr. Fernando Moya

Últimos Posts

× Agendar Consulta.