Punho aberto: o que é?

Atualizado em: 11/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

4 minutos

Início » Punho aberto: o que é?

Primeiramente, pulso aberto é uma terminologia que não faz sentido do ponto de vista ortopédico, porém, é muito utilizado pela sociedade no dia a dia.

Algumas perguntas foram feitas em meu canal do Youtube e vou tentar esclarecê-las aqui.

O que é bom para o punho aberto?

Punho aberto, muitas vezes, pode ser interpretado como uma entorse de punho, lesão por esforço ou trauma. Para desinflamar e tirar a dor, é recomendado o uso de proteção para imobilizar e restringir o movimento.

Se for uma dor aguda recente, a aplicação de gelo local durante 15 minutos 2 ou 3 vezes ao dia costuma ajudar. Os analgésicos como dipirona e paracetamol também podem ser boas complementações em uma abordagem inicial.

É importante lembrar que se o paciente tem queixa de punho aberto, o ideal é procurar um atendimento para esclarecer o diagnóstico as melhores alternativas para o tratamento.

Relacionados ao tema

Qual o tempo de recuperação do punho aberto?

O tempo de recuperação depende do tipo de lesão. Caso seja um entorse ou lesão mais simples, de menor intensidade, a recuperação pode demorar entre 7 e 10 dias.

Porém, se houve uma lesão mais intensa, de maior impacto, pode demorar entre 3 a 4 semanas para obter uma melhora do quadro. Portanto, o tipo de lesão vai determinar quantos dias pode levar a recuperação

Como saber se o punho está deslocado?

O deslocamento do punho se diz respeito às subluxações ou luxações do punho que são alterações geradas por algum evento traumático de alta energia.

Um acidente de alta magnitude pode ser percebido pelo grau de deformidade, dor, incapacidade de movimentação, inchaço e talvez sintomas neurológicos associados.

Contudo, o deslocamento do punho é grave e demanda um rápido restabelecimento da articulação para o seu lugar de origem. Nesses casos, é ainda mais importante recorrer rapidamente ao pronto-socorro.

Quanto tempo ficar com a munhequeira?

Isso depende da intensidade da lesão inicial. Se for um estirão ou uma contratura menor, 5 ou 7 dias podem ser suficientes. Em casos de lesões simples, 7 ou 10 dias. Nos entorses, o uso da munhequeira pode durar 10 ou 14 dias. Já nas lesões de maior intensidade, 3 ou 4 semanas.

O que achou do post de hoje? Deixe seu comentário!

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − seis =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.