Quais as causas da Moléstia de Dupuytren?

Atualizado em: 30/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

4 minutos

Início » Quais as causas da Moléstia de Dupuytren?

Hoje o post será sobre a Moléstia de Dupuytren, uma doença que acomete geralmente a região palmar da mão, causando deformidade quando evolui descontroladamente. O tratamento pode ser conservador, com observação, ou a de intervenção e a remoção cirúrgica.

O que é Moléstia de Dupuytren?

Esse nome meio “rebuscado” na verdade é o sinônimo de uma fibromatose palmar, que é uma doença que se caracteriza por um espessamento, um aumento de volume na palma da mão.

Às vezes formando a pequenas nodulações e essas nodulações, elas podem confluir, elas podem se juntar, formando pequenas estruturas inicialmente, como ocorrem as cordoalhas, pequenos travis que nós vamos enxergar nas linhas que seguem o sentido dos dedos, cordoalhas nessas linhas de tensão, podem a fazer com que o dedo retraia, causando uma deformidade bem característica que é da flexão da metacarpo falangiana ou da interfalângica proximal.

Quando ela evolui, quando ela se estende em uma área maior ela tende a causar uma limitação da extensão dos dedos.

Principais características da Moléstia de Dupuytren.

Inicialmente, são pequenas nodulações na palma da mão e em casos mais avançados, nós temos aqueles casos onde existe uma retratação, uma deformidade de bastante limitação da extensão dos dedos.

Relacionados ao tema

Causas da Moléstia de Dupuytren

As causas dessa patologia ainda são mais ou menos bem estabelecidas, nós temos muitos casos que tem correlação com a questão família, ou seja, um fator genético importante.

Existem alguns casos que nos temos associação da patologia com tratamento de algumas doenças como a epilepsia, tratamento contra a diabetes.

E existem alguns fatores associados ao abuso de álcool, também causando essa possível alteração.

Diagnóstico da Moléstia de Dupuytren

O diagnóstico é relativamente fácil, porque você vai observar essas nodulações, essas saliências na palma da mão, mas muitas vezes você pode confirmar esse diagnóstico através de um ultrassom, através de uma ressonância magnética para que você deixe registrado, e até para estipular que tipo de lesão e que estágio você está dessa patologia.

Tratamento da Moléstia de Dupuytren

Muitas vezes essa patologia vai ser de tratamento muito mais de observação do que de intervenção. Então vai depender do grau de acometimento do problema na mão do paciente, para decidirmos se vai precisar fazer algo, ou não.

Mas a grande maioria dos casos aparecem as alterações e elas não evoluem, não progridem tanto. Infelizmente tem certo o percentual de pacientes que essa doença evolui e acaba causando deformidade. O que temos hoje em dia, muitas vezes para tratar esses pacientes, é a remoção desse tecido doente.

O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos e familiares!

Até a próxima!

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 6 =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.