Tendinites no punho

Atualizado em: 22/04/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

3 minutos

[wpseo_breadcrumb]

Tendinite do punho é um termo muito amplo. Nós temos, em questões de tendões que cruzam o antebraço para a mão, uma série de tendões e cada um deles tem a sua função.

Na região dorsal, nós temos dois extensores que ajudam a fazer o movimento de extensão, e na face flexora nós temos os tendões flexores, cada um com a sua função.

Portanto, falar que o paciente tem uma tendinite é um termo muito genérico. A tendinite pode impedir a funcionalidade de cada um deles, dependendo do que está afetado.

Avaliação clínica:

Quando o paciente tem uma tendinite no punho, iremos realizar uma avaliação clínica, ou seja, determinar qual o setor que está trazendo desconforto e qual o tipo de movimento que está trazendo prejuízo.

Muitas vezes, podemos requisitar algum exame complementar, como um raio-x ou ultrassom para verificar melhor essa queixa.

Tendinites:

Agudas:

Quando estamos falando sobre os problemas que são mais agudos, lesões mais recentes, o tratamento vai consistir em uma coisa bem básica, como aplicação de gelo, repouso da articulação, uso de medicações analgésicas ou anti-inflamatórios. O tratamento mais básico para a maioria das tendinites agudas pode ser suficiente.

Crônicas:

Se a gente está lidando com uma lesão mais crônica, ou seja, lesões com mais tempo de evolução, só esse tratamento inicial muitas vezes pode não ser suficiente. Iremos implementar outras alternativas, como fisioterapia, acupuntura com modalidades para tentar melhorar a dor do paciente.

Em médio e longo prazo, o que eu considero mais interessante é a parte de fortalecimento e alongamentos, como uma parte de conclusão do tratamento.

Veja também: Tendinite – o que pode causar?

Obviamente não dá para generalizar as tendinites, tem que ser vista caso a caso. É importante visitar um médico especialista. Para cada caso e tempo de doença, a gente pode propor tratamentos diferentes com eficiência diferentes.

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 6 =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.