Tipos de anestesia na cirurgia de mão

 

Esse é um tema que muitos pacientes acabam nos perguntando sobre os tipos de anestesias que podemos propor na cirurgia de mão.

 

Anestesia na cirurgia de mão

A gente começa desse tema falando que existe a cirurgia de pequeno porte, a mais intermediária e tem as cirurgias de grande porte.

Só por essa noção a gente já sabe que tem diferentes tipos de anestesia na cirurgia de mão que funcionam melhor para tal procedimento pequeno, tem anestesias que já demandam um pouco mais de cuidado nas cirurgias de médio porte e têm aqueles quadros onde terá uma cirurgia maior, uma cirurgia mais trabalhosa que demanda um pouco mais de cuidado e um pouco mais de atenção.

Você sabe quais são as lesões que levam à cirurgia de mão? Clique aqui!

 

Cirurgias de pequeno porte

Nas cirurgias de pequeno porte, a gente pode lidar apenas fazendo uma anestesia regional associada ou não a uma sedação. E isso, em geral, para coisas pequenas, coisas de pequeno porte, pequenas cirurgias, já é o suficiente.

 

Cirurgias de médio porte

Quando a gente passa para um quadro de médio porte, ou seja, cirurgias intermediárias, normalmente a gente associa a algum outro método pra analgesia, seja através de uma anestesia que a gente chama de bloqueio de plexo, que nada mais é do que uma anestesia que faz com que os movimentos do braço sejam acessados através da anestesia. E com isso também, além da mobilidade, você tem a sensação de dormência, ou seja, a anestesia de fato na região do braço.

Esse é um procedimento que a gente utiliza com grande frequência em fraturas, lesões que incluem a parte óssea ou cirurgias de médio porte, porque elas além de nos deixarem mais tranquilos durante o processo cirúrgico em que o paciente não vai ter nenhum tipo de dor, nenhum tipo de desconforto, isso nos proporciona também o melhor pós-operatório, menos desconforto a partir do momento que esse processo de anestesia for passando.

Veja também: o que é Fratura de metacarpo?

 

Cirurgias de grande porte

Dentro das anestesias que estão em grande porte, nós não temos como escapar das anestesias gerais, pode ser que a gente inclua o bloqueio de plexo (mobilidade citada anteriormente) nessa jogada. Em geral, a gente vai acabar tendo que se submeter a uma anestesia geral.

Hoje em dia, para ser bastante claro, a anestesia geral costumar estar muito segura e tem uma baixa taxa de mortalidade, principalmente quando a gente fala em caso de anestesia geral em pacientes ortopédicos, esses casos não ultrapassam 0.50% e 1%, isso considerando todas as cirurgias de todos os pacientes.

É uma margem que tem bastante segurança. Caso o seu médico diga que talvez precise de anestesia geral, já não é mais aquele motivo de preocupação como antigamente as pessoas tinham.

dr fernando moya assinatura

Por Dr. Fernando Moya.

CRM 112046

Formado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), com residência em Ortopedia e Traumatologia, pelo instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Especialização em cirurgia da mão e microcirurgia também pelo Hospital da FMUSP.

faixa-dr fernando moya-300x2

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

agsdi-whatsapp
Share This