Lesões do plexo braquial: o que são, causas e tratamento

Atualizado em: 24/03/2021 por Dr. Fernando Moya -CRM 112046

4 minutos

Início » Lesões do plexo braquial: o que são, causas e tratamento

Para a gente começar a conversa sobre as lesões do plexo braquial, temos que entender que o plexo é um conjunto de nervos que saem da região da cervical e são responsáveis por toda a motricidade que a gente tem do braço. Tudo que está no membro superior em termos de mobilidade, existe a correlação com o bom funcionamento do plexo braquial.

Geralmente são lesões traumáticas e as mais frequentes estão associadas a acidentes automobilísticos, mas principalmente acidentes de moto.

Causas:

Geralmente ocorrem por lesões de grave intensidade e traumas mais violentos através do mecanismo de tração, que é o deslocamento da cervical em relação ao membro superior.

As lesões do plexo braquial podem ser desde lesões de estiramento, ou seja, apenas estica e volta para o lugar sem rupturas, até lesões que compreendem rupturas parciais dos nervos ou lesões em que ocorrem rupturas mais extensas. Cada um desses tipos terá um desdobrar diferente.

Veja também: Lesão ligamentar do Polegar – o que é e tratamento.

Relacionados ao tema

Tipos de lesões:

Existem alguns tipos de lesões do plexo braquial, veja quais são:

Lesões por estiramento:

Geralmente não causam sequelas definitivas e possuem um bom prognóstico, porém, com uma recuperação bastante lenta.

A gente começa a acompanhar o paciente depois do acidente e nota melhoras de três a seis meses. É uma recuperação bem gradual e lenta.

Lesões parciais dos nervos:

É uma lesão que leva a incapacidade de recuperação por conta própria e precisa ser acompanhada, pois percebemos pequenos déficits, principalmente na mobilidade do ombro e braço, que são as mais comuns. 

Lesões do plexo braquial mais extensas:

Nas lesões do plexo braquial, cujas extensões são mais amplas, acabam levando a uma paralisia ou limitação da mobilidade do braço como um todo.

Tratamento e recuperação:

Portanto, depois dessas lesões iniciais, o acompanhamento é muito importante para entender qual o caminho que a lesão vai tomar e principalmente, se há uma lesão propriamente dita de nervos, deve pensar nos tipos de tratamento que são possíveis, cada caso terá o seu correspondente tratamento.

Veja também: Lesões que levam à cirurgia de mão.

As lesões do plexo braquial são complexas e que envolvem bastante possibilidade de sequela, é importante ter um médico responsável para minimizar as sequelas de uma lesão mais grave.

O que achou do vídeo de hoje? Deixe seu comentário!

Sobre o Autor

Sou Fernando Munhoz Moya Ortopedista CRM 112046 graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em 2003.
0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 5 =

Últimos Posts

Doença de Preiser

Doença de Preiser

A Doença de Preiser é muito rara e não se sabe qual sua causa, por isso o tratamento não é único, precisa ser diagnosticado caso a caso. Veja o que o Dr. Fernando Moya tem a dizer.

ler mais
× Agendar Consulta.